terça-feira, 4 de agosto de 2009

Estresse dos pais e as conseqüências nos filhos


Amigas, desde que Matheus nasceu eu fiquei muito tensa. Queria ser A MÃE PERFEITA!Mas tudo era muito estressante para mim por causa dessa minha mania de ser perfeita. Nada podia dar errado. Na hora de amamentar ficava sempre estressada achando que não tinha leite suficiente para ele e isso me deixava extremamente nervosa. Tirava leite na bombinha para me certificar que o leite não ia faltar, nossa um estresse só. Agora ele cresceu e eu continuava sempre nervosa.
Quando ele começou a engatinhar não queria que ele se machucasse, ficava em cima dele nervosa, quando começou a andar, então, nossa, enlouqueci! Quando caía e chorava já achava que tinha se machucado feio, olhava ele todo, passava gelo e chegava a brigar com ele dizendo que não podia sair andando assim porque ele não conseguia andar direito e ia acabar caindo (o que????). Tadinho, ele me olhava sem entender nada. Bem, comecei a perceber então que o problema não era ele e sim EU! E todo esse meu estresse estava fazendo mal a ele. Quando ele estava comigo sozinho sempre ficava choroso, reclamava de tudo, chorava por tudo, fazia birras e mais birras!!! Quando meu marido chegava ou quando ia para casa da avó tudo era maravilhoso. Quase não ouvia ele chorar, era super calmo e isso me estressava ainda mais porque quando dizia a todos que ele chorava muito ninguém acreditava em mim. (Até porque com os outros ele era outra criança! )Fui ao médico, mais por ver que meu filho estava sendo prejudicado pelas minhas atitudes, e conversei com ela tudo que se passava em casa.Uma das minhas maiores queixas era que não conseguia ter um sono tranqüilo. Desde que Matheus nasceu eu não dormia a noite inteira. Acordava quase que de hora em hora. Estava sempre alerta esperando que ele pudesse chorar, me chamar, querer mamar... então isso virou rotina em minha vida.Com 1 ano e 9 meses via que as coisas continuavam na mesma em relação ao meu sono. E nesta conversa com essa médica ela me disse que a noite de sono tem que ser muito boa e por isso esse meu estresse todo. Com isso ela me passou uma fórmula para manipular a fim de me “acalmar” . É para ser tomado à noite para conseguir ter um sono melhor.

Estou fazendo esse “tratamento” faz 3 semanas e já estou sentindo uma grande melhora no meu sono. A primeira semana ainda acordava algumas vezes a noite, mas agora não, estou dormindo direto. Graças a Deus.

Percebi que meus dias estão mais tranqüilos, não estou tão estressada e nem tão ansiosa como antes e já vejo algumas modificações no comportamento do Matheus também. Ontem, por exemplo, passamos à noite toda juntos e sozinhos e brincamos ate as 20:30 quando chegou a hora do banho dele. Em momento nenhum chorou ou fez as birras que ele sempre fazia. Sinto ele mais calmo e mais carinhoso até. Tenho tido um tempo mais rico com meu filho. Antes me achava na obrigação de ser “A MÃE” perfeita. Querendo que o filho estivesse sempre fazendo as coisas certas, na hora certa. Sem errar! Eu não deixava que ele errasse! E não é bem assim. É errando que se aprende né?

Hoje, deixo ele mais a vontade para fazer o que quiser (claro que o repreendendo sempre quando faz algo errado), mas o deixo mais livre. E sinto que isso o faz mais feliz. Ele erra, sabe que errou e aprende com o erro.

Dicas

Cuide de você, mamãe! Sua saúde mental e física em boa forma é essencial para que seu filho cresça saudável.

Ao entrar em casa, esqueça dos problemas do trabalho e lembre-se que você tem seus pequenos que precisam da sua atenção e amor.

Faça uma atividade que você, mamãe, goste e que lhe dê prazer e um tempo só para você. Ajuda a diminuir o estresse”

Bem amigas, neste tópico tentei relatar um pouco da minha experiência como mãe estressada (rs) e se você têm passado pela mesma coisa não espere tanto tempo não. Vá logo em busca de ajuda porque é a saúde do seu filho que está em jogo.

Beijos

2 comentários:

Fran disse...

Amiga, eu sou o oposto e acho que até demais. Quase não me preocupo. E acho que às vezes até exagero. A pediatra dele diz algumas coisas, que procuro seguir, mas uso meu instinto para outras coisas e nem tudo pergunto.

Fico feliz que vc tenha buscado ajuda nesse sentido. E isso com certeza vai te fazer bem e vai refletir nele também.

É muita responsabilidade você saber que tudo do seu filho depende de você. A carga é muito grande. A cobrança é muito grande. E a gente "pira" de vez em quando.

bjs,

Dedeia disse...

É verdade amiga... temos sempre que tentar fazer o melhor pra eles mas nunca esquecendo da gente.

Isso tambem te interessa...

Blog Widget by LinkWithin