quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Um dia da caça...

É minha gente, não sei se vocês se lembram deste post onde falo sobre meu filho ser sacos de pancadas.
Enfim, agora o jogo virou e pela 2ª vez nesta semana ( e olha que hoje ainda é quarta feira) recebi uma reclamação da diretora da creche dizendo que Matheus bateu "de graça" num coleguinha e nesses 2 dias foi parar na sala da diretora de castigo. Ontem conversei com ele, disse que era feio bater nas pessoas, que seus amigos não iriam mais querer ficar perto dele e etc... e ele pediu desculpas e disse que não faria mais. Hoje na hora de ir embora do trabalho recebo o e-mail da diretora novamente dizendo que hoje ele bateu em outro coleguinha na sala e foi para a sala dela de castigo novamente.
Então resolvi que só conversa não vai adiantar. Primeiro que ele sai da creche direto pra brincar na casa ao lado. Não foi mais. Saiu da creche e viemos embora direto. Ele queira vir de carro com uma amiguinha e não veio. Viemos a pé! Chegando em casa peguei a agenda dele e li sobre o bilhete da diretora e perguntei o que ele havia feito hoje para ir a sala da diretora novamente. E ele me disse que bateu no coleguinha. Pegou um "negocio"e bateu nele. Enfim. Conversei com ele novamente mas desta vez cortei tudo. Cortei desenho, historinha de noite e qualquer biscoito.
Hoje ele estará de castigo até o fim da noite só podendo tomar seu iogurte na hora de dormir. Agora está sentado chorando no sofá.
Mas infelizmente tenho que mostrar a ele que isso que fez é feio e totalmente recriminado aqui em casa. Ele tem que se defender, sim, mas não bater expontaneamente nas crianças.
Vamos ver se dará resultado esse castigo. Espero que sim.
Alguém tem uma ajuda para me dar?

Beijos em todas.

5 comentários:

Ké e Lucas em Motherland disse...

Oi querida!
É isso mesmo... falar, conversar, explicar e castigar. Não tem outro jeito!
E quanto ao choro, resista! Deixeque ele desista antes que vc!

Bjs

Mãe Mochileira,filho malinha.. disse...

Oi Deia!! sei bem como se sente..a gente as vezes precisa dar uma bronca no nosso filho..doi nosso coração,né? mas é necessario..pense que é para o bem dele..Quando quero mostrar que o Enzo fez algo errado,ele vai para o famoso "banquinho do castigo",para pensar no que fez...pelo menos tem funcionado...mas confesso que fico morrendo de dó,rsrs..
beijos,boa sorte,amiga!!
;-)

Bianca disse...

Gostei da sua atitude....

Sei que dói na gente, na alma ver a lágrima de um filho, mas às vezes, se faz necessário.......

Beijos

Tica disse...

Olá, tudo bem?
De inicio ja digo o quanto é dificil passar por essa situação. Mas o pior de tudo, foi o meu caso que meu filho mordeu o filho do padrinho dele, que é dois aninhos mais velho. No dia seguinte, recebi uma ligação do pai da criança, dizendo que não queria mais contato. O pior de tudo é saber que duas crianças inocentes são afastadas, sem mesmo saber, e eu fiquei demais de chateada. Perdi totalmenete o amotr a todos da familia. Pelo compadre e pelo filho. Acho que se afastar sim, mas dizer que não quer mais contato, foi horrivel pra mim. Isso ja se faz dois meses e ainda não deixo de pensar um só dia nisso. Mas o Pedro tb ja mordeu na escola. A ultima vez eu dei uma mordida nele, e parece que resolveu. Ele esta bem mais facil de lidar. Fiquei morrendo de remorso e sem contar que levei a maior bronca da vó da criança mordida e da professora. Quanto ao bater, temos que ficar atenta mesmo, e conversar muito, isso cansa a gente, pois eles aprende só o que querem. Mas muita calma e continua no castigo.Vc esta no caminho certo. Se Deus quiser a gente vence.
beijossssssss

LUA disse...

Calma Déia!!!
O pequeno deve estar reproduzindo o que fizeram com ele.
Passa!!!
Aqui em casa tça um tal de gritar á toa, sabe do jeito mandona?bem assim!!!
Mas eu, bem quietinha e mansa coloco ela no lugar dela...tem surtido efeito.
Espero que surte aí tb!!!!
bj bj bj

Isso tambem te interessa...

Blog Widget by LinkWithin